buldog

Reprodução Animal em pequenos animais

 

Mais comum do que se pode imaginar, é ter uma cadelinha ou um cãozinho de estimação e um dia sonhar em ter um filhotinho dele. Nesse momento, procuramos um “par perfeito” para nosso (a) amigo(a) e chega na hora H, eles não conseguem cruzar. E agora??? O que fazer???O ideal é que sempre que se deseja ter filhotes de um cão ou de uma cadelinha, estes sejam acompanhados pelo Médico Veterinário de sua confiança antes mesmo de começar o cio (sangramento). Assim será possível realizar no macho e na fêmea todo o acompanhamento reprodutivo, possibilitando uma gestação tranquila e desfrutar de bons momentos “em família”, sem sustos.

A reprodução assistida em pequenos animais realizada pelo Médico Veterinário apresenta inúmeras vantagens: indicar o momento ideal para realizar a inseminação artificial ou o cruzamento, realizar exames para controle de doenças sexualmente transmissíveis entre os cães, evitar imprevistos durante a gestação (como abortos) e no momento do parto (como natirmortos ou crias fracas), promover os devidos cuidados com a cadela e com os filhotes para que nasçam fortes e saudáveis, evitar o desgaste do cão com inúmeras montas improdutivas, diagnosticar e tratar casos de  alterações de fertilidade tanto em machos quanto em fêmeas, prever o momento do parto visando os devidos cuidados, entre outros.

Sendo assim, sempre que pensar em reproduzir seu cãozinho ou sua cadelinha, procure um Médico Veterinário de sua confiança!

Serviços de Reprodução Animal oferecidos pela Veterinária km 32:

– Acompanhamento do cio (citologia vaginal e dosagem hormonal);

– Inseminação Artificial com sêmen fresco e resfriado;

– Exame andrológico e Espermograma;

– Resfriamento e congelamento de sêmen;

– Envio de sêmen;

– Diagnóstico e tratamento de alterações de fertilidade (macho e fêmea);

– Acompanhamento do parto e cesariana;

– Consultoria e atendimentos a canis.

Dr. Marcus André Ferreira Sá

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *